As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

O Globo, Segundo Caderno, p. 2
30/08/2017
Amazonia: ele nao vai se calar

Amazônia: ele não vai se calar

Maria Fortuna
30/08/2017 10:30

O estilista Ronado Fraga leva hoje para a São Paulo Fashion Week seu protesto contra o decreto de Temer que extingue reserva na Amazônia - o decreto foi revogado anteontem, mas seu novo texto voltou a decretar a extinção da Reserva Nacional do Cobre e seus associados. Quando soube, Ronaldo estava finalizando a coleção que mostrará no Parque Ibirapuera e pensou: "Não posso me calar", conta ele, que criou a camisa acima. "Podia ter sido uma ilustração, mas deu vontade de colocar no peito. O pássaro morto, que tomou o tiro nas costas, somos todos nós". Ele conversou com Maria Fortuna.
Você é engajado, e os acontecimentos do mundo afetam o seu trabalho. Acha que há pouca mobilização?
As pessoas não estão mobilizadas. Na tragédia de Mariana, qual artista foi lá com o seu violão protestar? Gostaria de ver meus ídolos fazendo isso. Cadê os grandes nomes da nossa época? Ninguém se moveu diante da pior tragédia ambiental do Brasil. Não estamos mobilizados, a indignação é geral, pegou todo mundo, mas são poucos os que se manifestam. Sou um homem do meu tempo, nunca escondi minhas convicções.
Será que as pessoas pensam que não adianta protestar?
Meu lema é: "Otimista só de raiva". Vivemos um momento que tem tudo para fazer a gente desistir, mas só de raiva eu vou em frente. É como uma luz entrando num quarto bagunçado. Uma luzinha fraquinha, que ficou a vida inteira ali, e aí você começa a mexer em coisas de anos. Esses desmandos na Amazônia, os militares com o Rio São Francisco, Belo Monte... Não podemos nos calar. Em volta de nós, no nosso espaço, temos que fazer algo. É tática de guerrilha, sair do votei ou não votei na Dilma e pensar no país, há questões seriíssimas.
E a repercussão do seu protesto?
Acho que protesto não é na bandeira verde e amarela, tem que ser algo contundente, direto. Sempre tenho vontade de perguntar aos políticos sobre seus netos, bisnetos. Muita gente disse que eu era ingênuo, que os filhos e netos do Michelzinho não estarão morando aqui, mas na Europa ou em paraísos fiscais. Gente, a Amazônia não é uma questão do Brasil, é do mundo, afeta o nosso clima, é um patrimônio mundial. A camisa era para mim, mas muita gente quis vesti-la, então, mandei fazer mais. A renda vai para alguma instituição que está na linha de frente na briga pela Amazônia

O Globo, 30/08/2017, Segundo Caderno, p. 2

http://blogs.oglobo.globo.com/gente-boa/post/ronaldo-fraga-estilista-pro...